Sábado, 24 Setembro, 2022

11 belíssimas suculentas raras para alegrar o seu jardim

Data:

Partilhar:

Não há como negá-lo: as plantas suculentas entraram definitivamente na moda e é cada vez mais comum vê-las a decorar casas e jardins. E quem gosta delas, procura também os seus exemplares mais exóticos, existindo uma autêntica corrida pelas suculentas raras.

Algumas destas plantas são originárias de locais longínquos mas é possível comprá-las em várias lojas da especialidade. Com os devidos cuidados, acabam por se trazer um pouco mais de cor e alegria ao seu lar. Descubra alguns dos mais bonitos exemplares de suculentas raras.

1. Pedra da Lua (Pachyphytum Oviferum)

Pedra da Lua (Pachyphytum Oviferum)
Pedra da Lua (Pachyphytum Oviferum)

As suas folhas assemelham-se a pequenas pedras com um leve cor rosada e uma fina camada de pó esbranquiçado. A sua aparência única e rara faz com que sejam cada vez mais procuradas.

Produz flores em forma de sino com cor rosa escuro desde o Inverno até ao início da Primavera. É uma suculenta tenra e macia que não é tolerante à geada e precisa de proteção da luz solar.

2. Fenestraria (Fenestraria rhopalophylla)

Fenestraria (Fenestraria rhopalophylla)
Fenestraria (Fenestraria rhopalophylla)

A Fenestraria é uma das mais bonitas suculentas que pode ter em sua casa e tem a particularidade de produzir flores desde o final do Verão até ao Outono. Estas flores, de cor amarela, são muito semelhantes às Margaridas e podem crescer até 5 centímetros.

São originárias dos desertos da África do Sul e pertencem à grande família das Aizoaceae. Possuem uma região translúcida na extremidade de cada uma das suas folhas por onde a luz solar é filtrada para permitir a fotossíntese. Resistem muito bem aos climas quentes e secos.

3. Pedras Vivas (Aizoaceae)

Pedras Vivas (Aizoaceae)
Pedras Vivas (Aizoaceae)

O seu nome, Pedras Vivas, descreve-as na perfeição. Parecem autênticas pedras e confundem-se com o meio que as rodeia. No Verão e no Outono produzem flores que chegam aos 5 centímetros e que podem ser verdes, brancas, amarelas, rosa ou violetas.

Resistem bem aos climas quentes mas não toleram geadas e frio, pelo que convém guardá-las dentro de casa durante o Inverno. Nesta época, devem ser protegidas da luz solar direta.

4. Planta Gelo (Corpuscularia lehmannii)

Planta Gelo (Corpuscularia lehmannii)
Planta Gelo (Corpuscularia lehmannii)

Esta planta suculenta rara pode crescer até 20 centímetros e as suas folhas crescem em pares opostos. São verdes escuras e espessas como cubos de gelo, daí o nome pelo qual são conhecidas.

Produz plantas amarelas que podem crescer até aos 4 centímetros de diâmetro e que são semelhantes às flores das margaridas.

5. Planta Fantasma (Graptopetalum paraguayense)

Planta Fantasma (Graptopetalum paraguayense)
Planta Fantasma (Graptopetalum paraguayense)

A lista de suculentas raras nunca poderia ficar completa sem esta belíssima planta nativa do México. As suas folhas variam entre a cor azul acinzentada com tonalidades roxas, amarelas e rosa creme.

Produz flores brancas em forma de estrela com belíssimas manchas vermelhas. É uma suculenta de crescimento rápido que é perfeita para jardins exteriores ou cestos pendurados. É tolerante à geada, embora precise de alguma proteção para evitar danos.

6. Rosa do Deserto (Adenium Obesum)

Rosa do Deserto (Adenium Obesum)
Rosa do Deserto (Adenium Obesum)

A Rosa do Deserto é uma das suculentas mais raras e bonitas. Os seus caules são inchados e produz flores com uma tonalidade profundamente vermelha que faz que esta planta seja a estrela de qualquer jardim.

Geralmente, perde as suas folhas nos meses mais frios do Inverno, mas pode mantê-las desde que tenha calor suficiente e seja regada frequentemente.

7. Oscularia (Oscularia deltoides)

Oscularia (Oscularia deltoides)
Oscularia (Oscularia deltoides)

A Oscularia também é conhecida por “Planta Rosa Gelo” e é um arbusto suculento de baixo crescimento originário da África do Sul. Produz flores de cor lilás, os seus caules podem ser quase roxos e muitas vezes tem folhas com tons prateados.

Pode ser utilizada em jardins exteriores, em recipientes pendurados e até como cobertura do solo. Este mesmo solo deve ser poroso, com boa drenagem e regado sempre que estiver seco.

8. Aloinopsis (Aloinopsis schooneesii)

Aloinopsis schooneesii
Aloinopsis schooneesii

O Aloinopsis é uma suculenta rara nativa da África do Sul. Tal como outras plantas suculentas, assemelha-se a pequenas pedras e produz flores amarelas. As suas folhas são espessas e com uma cor que varia entre o verde e o azul.

Se receber luz suficiente irá florescer no final no Inverno, que são bastante grandes quando comparadas com as suas pequenas folhas e que não abrem completamente se o céu estiver demasiado nublado.

9. Órbea (Orbea variegata)

Órbea (Orbea variegata)
Órbea (Orbea variegata)

Esta suculenta rara não possui qualquer folha, apresentando espinhos semelhantes aos dos cactos. Pode crescer até aos 10 centímetros de altura. A sua maior curiosidade? Está muito bem adaptada para atrair moscas e alimenta-se das suas larvas.

Salta à vista graças à sua peculiar flor, de aspeto bizarro e que pode apresentar várias formas, cores e tamanhos. A maioria das flores apresenta, no entanto, uma combinação das cores amarela e vermelha.

10. Planta Diamante (Pachyveria Compactum)

Planta Diamante (Pachyveria Compactum)
Planta Diamante (Pachyveria Compactum)

Esta suculenta rara é uma das mais bonitas que pode ter no seu jardim ou na sua casa. As suas folhas pontiagudas possuem uma viva cor azul acinzentada com veias brancas que fazem lembrar pedras preciosas, o que explica a origem do seu nome.

Produz flores cor de laranja ou rosas com o centro amarelo e nascem no final da Primavera. Para que cresçam bem, devem ser colocadas ao sol ou em sombra não demasiado escura.

11. Coração Roxo (Tradescantia Pallida)

Coração Roxo (Tradescantia Pallida)
Coração Roxo (Tradescantia Pallida)

Dificilmente encontrará flores tão cativantes e sedutoras como aquelas que são produzidas pela suculenta Coração Roxo. As suas flores são de cor violeta e florescem no Verão.

Cresce até aos 25 centímetros de altura e os seus caules são de uma profunda cor roxa. Deve ser colocada ao sol ou em sombras ligeiras e regada apenas ocasionalmente. É extremamente resistente à seca porque armazena água nos seus caules carnudos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

7 aldeias pouco conhecidas para visitar no Norte de Portugal

O Norte de Portugal é rico em pequenas aldeias, umas mais conhecidas do que outras, onde ainda são...

7 das mais bonitas aldeias históricas de Portugal

Localizadas no centro do país, especialmente perto da fronteira com Espanha, a rede de aldeias históricas de Portugal...

As 6 melhores aldeias de xisto para visitar na Serra da Lousã

A Serra da Lousã é ainda um pequeno tesouro por descobrir para a maioria dos portugueses. Por entre...

Palácio da Pena: o monumento mais bonito de Portugal

Não é tarefa fácil escolher qual é o mais belo monumento em Portugal, até porque é um país...