Sábado, 24 Setembro, 2022

As 6 melhores aldeias de xisto para visitar na Serra da Lousã

Data:

Partilhar:

A Serra da Lousã é ainda um pequeno tesouro por descobrir para a maioria dos portugueses. Por entre os seus socalcos, montanhas e ribeiros, existem diversas aldeias de xisto que o irão deslumbrar. São pequenos pedaços do Portugal profundo parados no tempo.

Nos últimos anos, o esforço de recuperação das suas casas tem surtido efeito: as aldeias estão cada vez mais bonitas e começam a receber mais turistas.

Uma vida nova parece surgir na Serra da Lousã. O isolamento foi o motivo que levou as pessoas a procurar melhores locais no passado. Hoje, esse mesmo isolamento, parece ser o que atrai mais visitantes. Descubra e encante-se com estas 6 belíssimas aldeias de xisto para visitar na Serra da Lousã.

1. Talasnal

Talasnal
Talasnal

É uma das mais bonitas e famosas aldeias de xisto da Serra da Lousã. Talasnal cativa pela disposição das suas casas e também pelos muitos projetos de recuperação em curso que, lentamente, começam a dar uma nova vida a uma aldeia outrora quase abandonada.

Uma fonte, um tanque e as videiras que decoram as casas e que proporcionam sombra a quem visita são alguns dos detalhes mais cativantes desta aldeia. Mas o melhor de tudo é mesmo vivenciar a experiência de passar uns dias de paz, em comunhão com a natureza circundante.

Veados, corços, javalis e muitas outras espécies: são muitos os encantos da floresta que circunda Talasnal. E se este pequeno paraíso não for suficiente, experimente explorar as redondezas: Candal, Catarredor, Cerdeira… são muitas as aldeias de xisto para descobrir na Lousã.

2. Cerdeira

Cerdeira
Cerdeira

Cerdeira é uma daquelas aldeias abandonadas que se soube reinventar. Fruto da dedicação de alguns entusiastas, esta belíssima aldeia de xisto da Serra da Lousã é hoje um centro dedicado às artes. Algumas das suas casas foram também recuperadas para turismo rural.

Passear pela Cerdeira é uma experiência mágica: logo à entrada somos presenteados com uma pequena ponte que dá acesso à povoação. As suas ruas de ardósia serpenteiam as casas, construídas na encosta de forma a deixar os terrenos planos livres para a agricultura.

E se a paz e o sossego desta aldeia não forem suficientes, explore as redondezas e descubra outras preciosidades quase secretas, como o Talasnal, Catarredor ou Candal.

3. Candal

Candal
Candal

Aninhada numa encosta da Serra da Lousã e nas margens da Ribeira de São João, Candal é uma das aldeias de xisto da região que recebe mais visitantes. A razão é simples: está bem servida de acessos, ficando mesmo junto à estrada nacional que liga Lousã a Castanheira de Pera.

O chafariz da aldeia convida-o a iniciar o passeio pelo Candal, de baixo para cima, até ao miradouro. O lagar de azeite, os moinhos de água, a represa e a antiga escola primária são outras das atrações. Lá em cima, no miradouro, a vista faz-nos esquecer o esforço da subida.

Como não poderia deixar de ser, as ruas são calcetadas em xisto, íngremes, sinuosas e labirínticas. Também sejam elas o maior encanto desta aldeia. Por isso mesmo, perca-se a percorrê-las com calma, apreciando cada pequeno pormenor. Não vá embora sem provar a gastronomia local. E quando for, siga pela mesma estrada até ao famoso baloiço do Trevim.

4. Gondramaz

Gondramaz
Gondramaz

Tem apenas 7 habitantes permanentes mas esta belíssima aldeia de xisto na encosta da Serra da Lousã atrai cada vez mais visitantes. Gondramaz foi toda renovada, com o cuidado de respeitar as construções originais e tem ainda mais encanto por se localizar quase escondida numa zona repleta de árvores.

Tem uma rua principal a partir de onde nasce uma rede de ruelas estreitas e sinuosas que convidam à descoberta. Não tenha vergonha e passeie por cada recanto. Irá ver as flores nas janelas e os detalhes bem cuidados. Com um pouco de sorte, irá descobrir ainda o famoso “beco do tintol”, talvez a rua mais famosa da aldeia.

Gondramaz tem ainda acessos excelentes, sendo fácil chegar aqui a partir de Miranda do Corvo, a sede do concelho. Aproveite também para dar um passeio pelas redondezas através de um dos vários percursos pedestres oficiais. Com um pouco de sorte irá poder ver veados. Leve a máquina fotográfica!

5. Pena

Aldeia da Pena
Aldeia da Pena

É uma das aldeias de xisto mais isoladas da Serra da Lousã. Mas também é uma das maiores e melhor preservadas. Pena fica no concelho de Góis e talvez seja o seu isolamento que faz com que receba ainda poucos turistas. Afinal de contas, não é nada fácil chegar até aqui.

A aldeia está rodeada por serras de encostas muito altas, com castanheiros e vegetação densa. Lá em cima, no topo das montanhas, ficam os famosos Penedos de Gois. Em baixo fica a aldeia, protegida por toda a sua envolvência.

Existe uma ribeira de águas cristalinas onde se pode refrescar no Verão. Por aqui também passa um percurso pedestre que liga a Pena às outras aldeias de xisto do concelho de Gois. Mas o que não pode mesmo perder, é um passeio pelas suas ruas. No geral, as casas foram recuperadas com bom gosto. As janelas estão decoradas com flores e o chafariz proporciona água fresca. Um passeio a não perder!

6. Casal de São Simão

Casal de São Simão
Casal de São Simão

Uma aldeia com apenas uma rua. Uma fonte que encanta com o borbulhar das suas águas. Um caminho que nos leva até às Fragas de São Simão, onde podemos dar um mergulho. Assim é a pequena, mas encantadora, aldeia de Casal de São Simão, em Figueiró dos Vinhos.

Esta é mais uma aldeia que, nos últimos anos, ganhou uma nova vida. Alguns dos seus antigos moradores deitaram mãos à obra e recuperaram as suas casas de xisto. Existe ainda um restaurante onde pode apreciar os pratos típicos da região e uma pequena loja.

Se estiver calor, pegue no fato de banho e faça uma caminhada até às Fragas de São Simão. O esforço vale bem a pena. Mas leve merenda e protetor solar!

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

7 aldeias pouco conhecidas para visitar no Norte de Portugal

O Norte de Portugal é rico em pequenas aldeias, umas mais conhecidas do que outras, onde ainda são...

7 das mais bonitas aldeias históricas de Portugal

Localizadas no centro do país, especialmente perto da fronteira com Espanha, a rede de aldeias históricas de Portugal...

Palácio da Pena: o monumento mais bonito de Portugal

Não é tarefa fácil escolher qual é o mais belo monumento em Portugal, até porque é um país...

Como fazer jeropiga caseira (receita tradicional)

O Outono é aquela época mágica do ano em que começam a chegar as castanhas assadas que tanto...