Sábado, 24 Setembro, 2022

Trevões: o Douro Vinhateiro em todo o seu esplendor

Data:

Partilhar:

Quando o Rio Douro chega a Portugal transforma-se e transforma também a paisagem. O rio criou vales encaixados onde nada parecia poder crescer. Mas os habitantes desta região não desarmaram e construíram os seus famosos socalcos. Por entre os socalcos do Douro, existem pequenas aldeias repletas de encanto e tradição. É o caso de Trevões.

Esta linda aldeia do Douro Vinhateiro pertence ao concelho de São João da Pesqueira. A paisagem que circunda a aldeia é dominada pelas montanhas e vales esculpidos pelo Douro. Tudo nesta região gira em torno da produção de vinho do Porto. O saber acumulado de gerações encarrega-se de produzir um dos néctares portugueses mais apreciados e reconhecidos em todo o mundo.

Mas aqui, a agricultura não se faz apenas a partir das vinhas: também se produz bom azeite e produtos hortícolas. É uma aldeia de transição, já um pouco a sul do Rio Douro. Por isso mesmo, ainda existem as condições ideais para produzir vinho do Porto mas também estão presentes os típicos olivais e as hortas familiares.

Trevões
Trevões

Nos últimos anos, a aldeia sofreu várias obras de restauro que a deixaram de cara lavada, mas o trabalho de reconstrução continua. Este trabalho de reconstrução deve-se ao projeto das Aldeias Vinhateiras do Douro, que nasceu em 2001 e que integra outras localidades desta região, como Salzedas e Provesende, por exemplo.

Tal como nas outras aldeias vinhateiras, dominam as quintas, as casas brasonadas e os solares. Em Trevões, impõe-se uma visita ao Solar dos Caiados, um dos mais imponentes da região. A casa do Adro e o Solar dos Melos também merecem uma visita, assim como o Museu de Arte Sacra, o Museu de Trevões, o Paço Episcopal e as várias igrejas e capelas da aldeia.

Trevões possui ainda uma pequena judiaria, sinal da presença judaica nesta região. Aliás, a existência de judiarias é muito comum em várias aldeias da região. Pode encontrar mais vestígios judaicos na vizinha aldeia de Várzea de Trevões, a apenas 10 minutos de distância, e também nas aldeias de Espinhosa, Riodades, Vilarouco e Pereiros, por exemplo.

Como não poderia deixar de ser, a melhor forma de descobrir esta aldeia é caminhando pelas suas ruas. Trevões já foi sede de concelho e por isso possui vários edifícios interessantes, mas o melhor mesmo é apreciar as suas casas com fachadas coloridas e alpendres salientes. Aprecie todos os pequenos detalhes!

Trevões
Trevões

Nos arredores de Trevões pode-se ainda apreciar outros locais icónicos do vale do Douro. O miradouro de São Salvador do Mundo e a aldeia de São Xisto são de paragem obrigatória e ficam a uma curta distância. Pode ainda optar por dirigir-se até Ucanha, Barcos ou Salzedas, também elas consideradas aldeias vinhateiras.

Se quiser explorar a região através de uma caminhada, o melhor percurso para o fazer é através do trilho “Rota das Vinhas“. Tem 17 quilómetros de extensão com início e fim na aldeia de Ervedosa. Passa por alguns dos locais mais bonitos da região, assim como por várias quintas onde se produz o Vinho do Porto.

Muitos dos turistas que visitam Trevões aproveitam para conhecer as quintas da região. Se é esse o seu caso, saiba que existem vários locais onde pode vivenciar a produção do Vinho do Porto e provar este néctar. Destacam-se as quintas da Gricha, das Tecedeiras, de Ventozelo e da Fonte Nova.

E se pensa que Trevões é um local onde apenas pode apreciar vinhas e vinho, desengane-se! A gastronomia da região é riquíssima em iguarias, doces e pratos típicos. O célebre cabrito assado é um dos mais famosos, mas merecem também destaque o arroz de cabidela e a feijoada à transmontana. E nada como reconfortar o estômago depois de encher as vistas com a paisagem, certo?

No final da sua visita, não vá embora de Trevões sem comprar uma pequena lembrança ou ou produto regional. Para além de comprar um produto de qualidade, estará também a ajudar o comércio local e a fazer com que a população local possa continuar a viver aqui e a recebê-lo de braços abertos, como os habitantes do Douro tão bem sabem fazer.

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

7 aldeias pouco conhecidas para visitar no Norte de Portugal

O Norte de Portugal é rico em pequenas aldeias, umas mais conhecidas do que outras, onde ainda são...

7 das mais bonitas aldeias históricas de Portugal

Localizadas no centro do país, especialmente perto da fronteira com Espanha, a rede de aldeias históricas de Portugal...

As 6 melhores aldeias de xisto para visitar na Serra da Lousã

A Serra da Lousã é ainda um pequeno tesouro por descobrir para a maioria dos portugueses. Por entre...

Palácio da Pena: o monumento mais bonito de Portugal

Não é tarefa fácil escolher qual é o mais belo monumento em Portugal, até porque é um país...