Terça-feira, 24 Janeiro, 2023

12 passadiços, cascatas e lagoas para descobrir no Norte de Portugal

Data:

Partilhar:

O Norte de Portugal tem ainda muitos locais quase desconhecidos para a maioria dos turistas, talvez porque são sítios que não aparecem nos roteiros turísticos mais visitados. Apesar de menos conhecidos, visitá-los constitui uma oportunidade única para descobrir o mais genuíno que esta região possui: lagoas e cascatas são apenas alguns dos exemplos.

Nos últimos anos foram sendo construídos uma série de passadiços, alguns mais conhecidos do que outros, que nos levam a locais outrora quase inacessíveis. Muitos deles têm como destino final algumas lagoas e cascatas de encantar e onde pode tomar um banho refrescante.

Existem sítios apenas conhecidos por moradores locais e por visitantes que gostam de partir em busca do desconhecido, e que acabam por descobrir estas autênticas pérolas, entre cascatas, aldeias de montanha ou paisagens avistadas a partir de miradouros. Descubra algumas das mais deslumbrantes lagoas e cascatas do Norte de Portugal, assim como os passadiços que nos conduzem até elas.

1. Passadiços do Sistelo

Passadiços do Sistelo
Passadiços do Sistelo

Os passadiços do Sistelo fazem parte da Ecovia do Vez, começando na aldeia do Sistelo (conhecida como o Tibete português) e que termina nas margens do rio Vez.

A viagem inicia-se com uma descida acentuada numa calçada antiga, sendo que os passadiços propriamente ditos apenas começam depois da ponte sobre o Vez, depois da Capela do Senhor dos Aflitos e da Zona Fluvial de Lazer de Sistelo. O percurso tem cerca de dois quilómetros, sendo que, após o fim dos passadiços, o caminho continua até à ponte de Sistelo.

2. Cascata do Pincho

Cascata do Pincho
Cascata do Pincho

Encontra-se a cerca de 20 quilómetros de Viana do Castelo, na serra d’Arga, que é uma das áreas mais emblemáticas do Alto Minho, quer pelas suas paisagens verdejantes e imensas, como pelos seus valores naturais e pelo seu património natural.

Nos pontos mais altos, é possível encontrar áreas de grande beleza e com uma grande diversidade florística. A cascata do Pincho encontra-se numa localização privilegiada nesta serra, e é a mais exuberante das quedas de água do rio Âncora, muito graças às suas águas cristalinas.

3. Lagoa dos Druidas

Lagoa dos Druidas
Lagoa dos Druidas

É uma das lagoas mais secretas do Gerês. Fica bem perto da aldeia de Tibo, freguesia de Gavieiras. A melhor forma de chegar até ela é seguindo um dos trilhos mais bonitos do parque, o trilho da Mistura das Águas.

A Lagoa dos Druidas é um pequeno recanto no meio do paraíso onde se pode refrescar numa tarde quente de Verão. As águas são límpidas e cristalinas. E bem perto pode também visitar as fechas do Malho, outro paraíso quase secreto do Parque Nacional Peneda Gerês.

4. Passadiços do Paiva

Passadiços do Paiva
Passadiços do Paiva

São os passadiços mais conhecidos e premiados de Portugal, atraindo milhares de visitantes todos os anos. Liga as praias fluviais de Areinho e da Espiunca e tem uma extensão total de 8,7km. O passadiço em madeira acompanha o rio Paiva no Geopark de Arouca.

O percurso demorar cerca de 2h30 a completar e é de dificuldade um pouco mais elevada graças às subidas e descidas acentuadas. Aqui poderá também encontrar a maior ponte pedonal suspensa do mundo, aberta recentemente ao público.

5. Cascata do Arado

Cascata do Arado
Cascata do Arado

Um pouco antes de chegar ao Rio Cávado, o Rio Arado entra em rebuliço: desenha uma sucessão de lagoas, intercaladas por pequenas quedas de água, até à maior e mais bonita de todas: a Cascata do Arado. Por ser de fácil acesso, é uma das mais concorridas cascatas do Gerês.

Mas o que importa isso se o cenário é deslumbrante? E para contemplar ainda melhor esta obra de arte da natureza, existe um pequeno trilho que conduz a um miradouro frontal à cascata. As águas são verdes e cristalinas e convidam a um banho refrescante.

6. Senhora do Salto

Senhora do Salto
Senhora do Salto

Pertence à Rota do Românico e refere-se ao curso do rio Sousa, segundo por duas arribas e formando um caminho estreito conhecido como o inferno. Falamos do parque da Senhora do Salto, local ideal para passar um dia em família muito agradável. Para além dos atrativos geológicos e paisagísticos, o parque é também um local de eleição para quem gosta de desportos de montanha, e para quem adora uma boa lenda.

Situado no concelho de Paredes, o parque fica entre altas serras, cortadas pelo rio Sousa. No parque, além de poder descansar e relaxar, pode praticar BTT, fazer rappel e escaladas, e percorrer diversos trilhos em caminhadas agradáveis. Num dos percursos, poderá subir ao topo da serra de Santa Iria, de onde pode ver a paisagem envolvente com vista desimpedida.

7. Poço Verde de Fafião

Poço Verde de Fafião
Poço Verde de Fafião

Há quem lhe chame Poço Verde do Gerês mas isso seria muito redutor. Afinal de contas, não faltam poços verdes em todo o parque. Este, em particular, localiza-se no Rio Fafião, perto da aldeia com o mesmo nome. Ganhou fama nos últimos anos e começa a ter cada vez mais gente, mas se escolher o dia certo e tiver um pouco de sorte, talvez tenha o privilégio de o ter apenas para si.

8. Lagoas da Mata da Albergaria

Lagoas da Mata da Albergaria
Lagoas da Mata da Albergaria

Estas são, certamente, uma das cascatas mais secretas e menos visitadas do Gerês. E, curiosamente, até se localizam bem perto de outras mais conhecidas: a cascata da Portela do Homem.

Para chegar aqui terá que fazer uma pequena caminhada pela Mata da Albergaria, um bosque quase mágico e repleto de árvores centenárias. Se o caminho é belo, o final é paradisíaco: uma sucessão de pequenas cascatas com lagoas de águas cristalinas e de tom esverdeado. De que está à espera?

9. Cascatas e Lagoas do Rio Poio

Rio Poio
Rio Poio

A aldeia de Alvadia é atravessada pelas águas do rio Poio, que foram usadas muitos anos para o funcionamento de moinhos e azenhas, alguns ainda visíveis em locais pouco acessíveis deste curso de água. É neste local que se situa a cascata Cai d’Alto, na freguesia de Cerva, em Ribeira de Pena, Vila Real.

Esta cascata tem cerca de 60 metros de altura e nasce junto da povoação de Lamas. O curso de água conflui numa lagoa, sendo que o local é muito usado na prática de desportos como a canoagem e canyoning. Não há outro local assim no coração de Trás-os-Montes.

10. Passadiços do Gresso

Passadiços do Gresso
Passadiços do Gresso

Apesar de terem apenas 1,5 quilómetros, a sua beleza não deixa ninguém indiferente a quem segue o passadiço. Começando em Sanfins, na freguesia de Rocas de Vouga, este passadiço circular acompanha o percurso do rio Gresso, com nascente na serra do Arestal.

O percurso, com quatro pontes e algumas escadas em madeira, torna-se ainda mais especial com as diversas cascatas e quedas de água. A maioria do percurso encontra-se à sombra das árvores da montanha e é refrescado pela água que cai serra abaixo.

11. Poço Negro do Soajo

Poço Negro do Soajo
Poço Negro do Soajo

É uma das mais famosas e bonitas lagoas do Gerês. Localizado bem perto do Soajo, o Poço Negro tem águas puras e cristalinas, embora um pouco frias. Tem uma profundidade de cerca de 5 metros, pelo que se aconselha algum cuidado (especialmente se não souber nadar). Se tiver coragem, pode saltar para a lagoa de uma altura de quase 10 metros. Divirta-se! Mas, no final, deixe tudo limpo e leve o lixo consigo.

12. Passadiços de Fiães

Passadiços de Fiães
Passadiços de Fiães

O passadiço tem quatro quilómetros de extensão e liga as freguesias de Fiães e Corga do Lobão, ambas pertencentes ao Parque das Ribeiras do Rio Uíma. O passadiço percorre as margens deste afluente por um terreno pantanoso, rico em amieiros, salgueiros e sabugueiros. O grau de dificuldade do percurso é considerado fácil.

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

Doce de amêndoa conventual: uma delícia que derrete na boca

O doce de amêndoa conventual é uma daquelas sobremesas que sabem à casa da avó e nos remetem...

5 aldeias típicas para descobrir em Trás-os-Montes

Bem no extremo nordeste de Portugal, Trás-os-Montes é aquilo que o seu próprio nome nome indica: uma terra...

8 das aldeias mais bonitas do Minho

As aldeias do Minho são algumas das mais genuínas de Portugal. Apesar de todo o progresso dos últimos...

8 locais para apreciar o melhor da Natureza no Alentejo

O Alentejo é rico em destinos de natureza, em que praias, cascatas, rios e montes ondulados moldam a...