Domingo, 27 Novembro, 2022

6 das aldeias mais típicas da Serra da Estrela

Data:

Partilhar:

Num tempo em que a correria das grandes cidades causa cada vez mais stress, fugir para um refúgio onde impera a paz e o sossego pode ser a solução para recarregar baterias. E se essa fuga for para algumas das aldeias mais típicas da Serra da Estrela, então tem tudo parar ser um sucesso.

Com casas de pedra e ruas estreitas e sinuosas, as aldeias da Serra da Estrela encantam em qualquer estação do ano. Há muito tempo que deixou de ser apenas um destino de Inverno e, quem aqui chega, maravilha-se com a oferta turística que foi crescendo ao longo dos últimos tempos.

A tudo isto, podemos aliar uma gastronomia de excelência e uma hospitalidade que só as gentes serranas sabem ter. Descubra algumas das aldeias mais típicas da Serra da Estrela.

1. Linhares da Beira

Linhares da Beira
Linhares da Beira

A aldeia medieval de Linhares da Beira, fundada no século XII, apresenta ainda hoje um património arquitetónico muito rico, com destaque para o castelo, com vista para o Mondego. Vale também a pena passear pelas suas ruas íngremes e sinuosas e apreciar as casas de pedra bem conservadas.

O conjunto urbano da povoação é muito harmonioso e cheio de encanto, com casas simples construídas em granito a conviver com solares com sinais de nobreza antiga. Um olhar mais atento permite-lhe descobrir muitas janelas do século XVI. Na Igreja Matriz, com raiz românica, mas reconstruída no século XVII, pode encontrar 3 valiosas tábuas, atribuídas ao grande mestre português Grão Vasco.

2. Alvoco da Serra

Alvoco da Serra
Alvoco da Serra

Encontra-se a 700 metros de altitude, e é a aldeia que está topograficamente mais próxima da Torre. A povoação, que integra a rede de Aldeias de Montanha do município de Seia, encontra-se envolta num rico enquadramento natural e paisagístico, com diversos passeios pedestres nas suas proximidades. Alvoco da Serra tem origens muito antigas, preservando ainda vestígios da presença romana, como uma calçada em que foram encontradas moedas daquela época.

Também não pode deixar de visitar a Capela Medieval de São Pedro, a Casa do Barão e a Casa-Museu. Procure igualmente passear por entre as ruas estreitas e deslumbrar-se com as casas de granito. Por último, não pode deixar de provar os pratos típicos de cordeiro e cabrito que encontra por aqui.

3. Vide

Vide
Vide

Vide é um local especial, até porque faz a transição entre a serra da Estrela e a serra do Açor, mundos diferentes que se refletem na perfeição nesta pequena aldeia, como se as ruas e casas em xisto andassem lado a lado com a dureza do granito.

Antigamente, Vide era inteiramente construída em xisto, mas, com a emigração dos anos 50 do século XX, a população conseguiu mais recursos e, assim, começaram a pintar as casas de branco. Apesar disso, nos últimos anos, várias casas foram recuperadas mantendo a sua traça original de xisto.

4. Cabeça

Cabeça
Cabeça

A melhor forma de descobrir esta pitoresca e acolhedora aldeia é caminhando pelos seus becos e ruelas. Pare em cada esquina e aprecie todos os pequenos detalhes. Irá encontrar, com facilidade, a sua igreja matriz e até um forno comunitário. E no caminho, vá trocando algumas palavras com os seus habitantes.

Se gosta de caminhadas, pode optar por conhecer a região realizando dois percursos pedestres distintos mas ambos maravilhosos: a Rota dos Socalcos e a Rota da Ribeira de Loriga. O primeiro é circular, fácil e com apenas 3 quilómetros de extensão. O segundo liga Loriga a Vide e passa por Cabeça, numa extensão de 16 quilómetros que é uma das mais belas paisagens da Serra da Estrela.

5. Folgosinho

Folgosinho
Folgosinho

Esta é uma daquelas localidades portuguesas que toda a gente deveria visitar pelo menos uma vez na vida. Folgosinho, no concelho de Gouveia, não é apenas uma das mais bonitas aldeias da Serra da Estrela. É também uma das mais carismáticas e mais pitorescas. Além disso, está repleta de património e de lendas (que vão desde Viriato a Afonso Henriques).

Os séculos de isolamento a que esteve sujeita moldaram a aldeia e a sua população. E apesar de hoje já ter chegado a modernidade, continuam a poder ver-se, por vezes, os rebanhos a ir para os pastos ou as mulheres a ir buscar água às fontes. Folgosinho soube evoluir preservando o que tem de mais genuíno e especial.

6. Videmonte

Videmonte
Videmonte

A Serra da Estrela continua a ser uma caixinha de surpresas e continua a revelar pequenos recantos, quase secretos, acolhedores e repletos de tradição. É o caso da pequena aldeia de montanha de Videmonte, no concelho da Guarda. Tem menos de 1000 habitantes mas é uma aldeia repleta de energia e com muito para visitar.

Uma das melhores épocas para visitar Videmonte é durante o Festival Pão Nosso, que se realiza todos os anos. É a altura ideal para descobrir mais sobre este pequeno recanto da Serra da Estrela e conhecer as suas tradições, os seus hábitos e os seus costumes. No festival é comum o teatro, a música e mostras etnográficas.

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

12 passadiços, cascatas e lagoas para descobrir no Norte de Portugal

O Norte de Portugal tem ainda muitos locais quase desconhecidos para a maioria dos turistas, talvez porque são...

10 dos melhores locais para visitar no Douro

O Douro é, sem dúvida, um dos locais mais especiais e bonitos de Portugal. O rio criou o...

8 belíssimos locais perto de Lisboa para visitar em família

É o dilema mais comum em quase todas as famílias lisboetas, especialmente durante os fins de semana ou...

6 das aldeias mais típicas para visitar no Alentejo

Terra de planícies onduladas, com casas caiadas de branco espalhadas por pequenos montes, o Alentejo é uma das...