Quarta-feira, 30 Novembro, 2022

7 aldeias históricas de Portugal que o vão fazer recuar no tempo

Data:

Partilhar:

Localizadas no centro do país, especialmente perto da fronteira com Espanha, a rede de aldeias históricas de Portugal engloba 12 povoações com características comuns e uma história semelhante: fortificadas, amuralhadas e com judiaria. Foram cruciais na defesa do território nacional e contam com uma história de séculos que vale a pena desvendar.

Caminhar pelas ruas e ruelas destas aldeias é regressar ao passado. As casas são feitas de granito, as janelas estão decoradas com flores e cortinas de renda, a fonte ainda continua a trazer água fresca a quem tem sede. Tudo aqui permanece igual, tal como na época em que Portugal ainda lutava para se consolidar como um país independente.

Muitas das casas destas aldeias foram recuperadas e transformadas em turismo rural. Por isso mesmo, é possível pernoitar por aqui e sentir ainda mais o chamamento da história. Não deixe também de provar a deliciosa gastronomia tradicional destas aldeias típicas. Descubra 7 aldeias históricas de Portugal que o vão fazer recuar no tempo.

1. Sortelha

Sortelha
Sortelha

É considerada uma das aldeias históricas mais bonitas de Portugal, e uma das mais bem conservadas, o que faz com que o visitante tenha a sensação de que está a viajar no tempo. Sortelha mantém intactos os traços medievais das suas casas, feitas em granito, e está coroada por um castelo que se encontra sobre um afloramento rochoso, a 760 metros de altitude.

A aldeia mantém assim o seu charme e atrai cada vez mais visitantes, que procuram por tranquilidade, num local rico em cultura, história e paisagens de cortar a respiração. Passear pelas suas ruas e reparar em cada pequeno detalhe é a melhor forma de conhecer esta aldeia histórica e todo o seu vasto património.

2. Castelo Mendo

Castelo Mendo
Castelo Mendo

Castelo Mendo é a mais pequena aldeia histórica de Portugal, tendo menos de 90 habitantes, e é um autêntico museu a céu aberto. A aldeia está dividida pelas muralhas da Cidadela e da Barbacã. A Cidadela oval corresponde à cidade velha, erguida por ordem de D. Sancho II.

A cidade nova, ou Arrabalde de S. Pedro, encontra-se protegida por uma muralha, que outrora tinha oito torres, que foram parcialmente destruídas pelo terramoto de 1755. Procure visitar a igreja de S. Vicente e as ruínas da igreja de Santa Maria do Castelo.

3. Castelo Novo

Castelo Novo
Castelo Novo (Nuno Madaleno)

Castelo Novo foi construída numa colina da Serra da Gardunha e encontra-se ligada à nossa independência nacional. Durante o reinado de D. Sancho I, em 1208, esta localidade foi entregue aos Templários, que prosseguiram com a construção do castelo.

Séculos mais tarde, a sua estrutura foi remodelada, a mando de D. Dinis, ganhando assim o estilo gótico que ainda hoje podemos observar. E o castelo não é caso único: pelas ruas da aldeia, irá encontrar diversas marcas e pormenores arquitetónicos de interesse que contam a história desta povoação.

4. Marialva

Marialva
Marialva (Paulo Garcia Martins)

Marialva soube preservar de forma única a sua essência medieval, tendo sido restaurada de maneira a manter as suas caraterísticas únicas (o que inclui o castelo). Na aldeia, é possível observar pequenas casas antigas e lojas com fachadas góticas, que conduzem a uma pequena praça, onde se encontra um pelourinho do século XV, um tribunal e uma antiga prisão.

5. Castelo Rodrigo

Castelo Rodrigo
Castelo Rodrigo

A aldeia histórica de Castelo Rodrigo foi vila e sede de concelho durante 600 anos. Quando deixou de o ser, perdeu muita da sua importância, mas resta o riquíssimo património que atesta a outrora imponência desta aldeia medieval: as velhas muralhas, as ruínas do palácio de Cristóvão de Moura, o Pelourinho quinhentista, a igreja matriz e a cisterna medieval.

Um passeio pelas suas ruas empedradas revela também a presença de cristãos-novos (judeus convertidos ao cristianismo). Por isso mesmo, aprecie cada detalhe das suas ruas e casas, muitas deles recuperadas ou em fase de recuperação. Com um pouco de atenção, poderá descobrir elementos manuelinos e até casas com motivos de origem árabe.

6. Monsanto

Monsanto
Monsanto (Paulo Garcia Martins)

Desde 1993 que é conhecida como “a aldeia mais portuguesa de Portugal”, título que empunha com orgulho. As ruas e casas desta histórica aldeia foram construídas a partir das falésias rochosas e das grandes pedras de granito que a rodeiam.

Não podemos deixar de destacar o castelo, a partir do qual se tem uma belíssima paisagem. Monsanto é igualmente rica em história, e ainda hoje se realiza aqui o Festival das Cruzes, a cada 3 de maio, de forma a celebrar a resistência da aldeia a um cerco feito pelos romanos, no século II a.C.

7. Linhares da Beira

Linhares da Beira
Linhares da Beira

Esta aldeia medieval, fundada no século XII, tem ainda hoje bem visível um património arquitetónico muito rico, com destaque para o castelo, que tem vista para o Mondego. Em Linhares da Beira, as tradições ainda se mantêm vivas e fazem parte da vivência dos habitantes, com os poucos estabelecimentos comerciais a serem passados de pais para filhos e com as senhoras a levarem a roupa suja até às margens do rio.

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

5 aldeias quase desconhecidas para visitar em Trás-os-Montes

A região de Trás-os-Montes é rica em pequenas aldeias, umas mais conhecidas do que outras, onde ainda são...

6 locais perfeitos para uma escapadinha romântica no Gerês

De vez em quando é necessário apimentar um pouco as coisas ou, simplesmente, ter um tempo de paz,...

10 fantásticos passeios em família no Norte de Portugal

Por vezes, pode ser um pouco difícil encontrar formas de entretenimento para as férias das crianças, que sejam...

12 passadiços, cascatas e lagoas para descobrir no Norte de Portugal

O Norte de Portugal tem ainda muitos locais quase desconhecidos para a maioria dos turistas, talvez porque são...