Quarta-feira, 30 Novembro, 2022

7 cascatas, passadiços e aldeias típicas para descobrir no Algarve

Data:

Partilhar:

O Algarve, bem no sul de Portugal, é conhecido sobretudo por ser um destino de praias, repleto de turistas no Verão que aqui procuram um bom local para estender a toalha. Mas há muito mais para descobrir, incluindo aldeias típicas, cascatas e passadiços que podem tornar as suas férias muito mais interessantes.

As praias são deslumbrantes, não há dúvidas disso. Mas se quiser conhecer um pouco melhor o verdadeiro Algarve, existem muitos locais que o podem surpreender e dar-lhe uma visão diferente desta região, da sua natureza e da sua história. Há palácios, ruínas romanas e muitos mais segredos por descobrir.

Por isso mesmo, se está de visita ao Algarve e procura ideias de locais para visitar quando se cansar de apanhar sol na praia, esta é a lista para si. Descubra um Algarve que julgava não existir, com cascatas, aldeias típicas e passadiços.

1. Cascata de Alte

Cascata de Alte
Cascata de Alte

Também conhecida como a Queda do Vigário, esta queda de água da ribeira de Alte nasce na Quinta do Freixo e junta-se com a Ribeira de Algibre, perto de Paderne, formando assim a ribeira de Quarteira. A cascata despenha-se a pique de 24 metros de altura, terminando num grande lago que se assemelha a um alguidar.

Há quem diga que esta é uma queda de água artificial, que foi construída no século XVII por Duarte de Melo Ribadeneyra, por forma a conduzir as águas do ribeiro para o Tanque Grande e assim regar o pomar do Morgado. Recentemente, o espaço sofreu algumas remodelações, tornando-o mais propício ao lazer.

2. Pedralva

Pedralva
Pedralva

Esta é, talvez, a aldeia mais especial do Algarve. Localizada em Vila do Bispo, chegou a ter mais de 100 habitantes. Aos poucos, todos foram partindo e resistiram apenas 9, que viviam em casas degradadas ou com poucas condições. Mas Pedralva renasceu!

Após um longo processo, todas as casas da aldeia foram compradas e recuperadas para turismo rural. O município viu na ideia uma oportunidade única de promover o Algarve mais típico e instalou rede elétrica e saneamento. Hoje, Pedralva pode ser a sua aldeia: pode alugar uma das suas várias casas e passar aqui uns dias, em comunhão com a Natureza.

3. Passadiços de Alvor

Passadiços de Alvor
Passadiços de Alvor

Este é o maior passadiço do Algarve, com 6 quilómetros de extensão, e liga a praia dos Três Irmãos à ria de Alvor, podendo apreciar pelo caminho o estuário da Ria e as dunas sem causar danos na natureza.

O percurso inclui praia, lagoa, zona de canais e sapal, podendo-se observar diversas espécies de aves. Apesar de o caminho ser longo, o percurso é de fácil dificuldade, sendo que os passadiços permitem também o acesso à praia para pessoas com mobilidade reduzida. 

4. Cascata do Pego do Inferno

Cascata do Pego do Inferno
Cascata do Pego do Inferno

É na freguesia de Santo Estêvão, a cerca de 7 km de Tavira, que se pode encontrar o belíssimo Pego do Inferno, uma das mais bonitas paisagens algarvias. O Pego do Inferno é uma das quedas de água da ribeira da Asseca, um dos mais importantes cursos de água da região de Tavira.

A cascata termina numa lagoa redonda, rodeada de uma refrescante área arborizada. Para aceder ao Pego do Inferno, após o estacionamento, terá de percorrer cerca de 100 metros até chegar a uma escadaria de madeira. Aí começa o percurso propriamente dito da descida até ao Pego, de cerca de 300 a 400 metros.

5. Alte

Alte
Alte

Alte é uma encantadora aldeia algarvia pertencente ao concelho de Loulé. Um pouco longe do mar e de todo o caos urbanístico do litoral, conserva ainda as açoteias (chaminés tradicionais) e as ruas pavimentadas em calçada portuguesa.

Depois, experimente caminhar pelas ruas da aldeia e descubra o lado mais típico e tradicional de um Algarve quase desconhecido pela grande maioria dos turistas de Verão. Não vá embora sem provar a gastronomia local, especialmente os pratos de peixe e marisco.

6. Passadiços do Carvoeiro

Passadiços do Carvoeiro
Passadiços do Carvoeiro

Os passadiços do Carvoeiro, em Lagoa, têm início na Capela da Nossa Senhora da Encarnação, a partir de onde pode contemplar a belíssima praia do Carvoeiro. A partir daí, todo o caminho é feito para poder desfrutar das famosas arribas da costa algarvia.

O percurso tem o seu fim no fabuloso Algar Seco, um dos maiores atrativos da região. Se lhe souberem a pouco, pode fazer o Trilho dos 7 Vales Suspensos, um dos mais bonitos da Europa, e que fica apenas a 4 quilómetros do Carvoeiro.

7. Querença

Querença
Querença

Já quase não existem locais assim no Algarve. Mas a pequena aldeia de Querença parece querer resistir, com todas as suas energias, contra o turismo de massas que caracteriza a região sul do país. Alheia a todo o corropio que acontece sempre que chega o Verão, esta típica aldeia algarvia conserva ainda um ambiente pacato e tradicional.

E um passeio pela aldeia irá fazer com que perceba a íntima relação de Querença com a água. Essa relação é ainda mais intensa quando se visita a Paisagem Protegida da Fonte da Benémola, localizada bem perto da aldeia. Trata-se de um local onde a água corre durante todo o ano, ao contrário da maioria dos outros locais do Algarve.

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

5 aldeias quase desconhecidas para visitar em Trás-os-Montes

A região de Trás-os-Montes é rica em pequenas aldeias, umas mais conhecidas do que outras, onde ainda são...

6 locais perfeitos para uma escapadinha romântica no Gerês

De vez em quando é necessário apimentar um pouco as coisas ou, simplesmente, ter um tempo de paz,...

10 fantásticos passeios em família no Norte de Portugal

Por vezes, pode ser um pouco difícil encontrar formas de entretenimento para as férias das crianças, que sejam...

12 passadiços, cascatas e lagoas para descobrir no Norte de Portugal

O Norte de Portugal tem ainda muitos locais quase desconhecidos para a maioria dos turistas, talvez porque são...