Sexta-feira, 20 Janeiro, 2023

As 10 cascatas mais bonitas do Centro de Portugal

Data:

Partilhar:

Não há quem resista a uma imponente cascata e, a verdade, é que o Centro de Portugal tem muitas para descobrir. Algumas são mais secretas do que outras e existem ainda aquelas que eram secretas mas deixaram de o ser. Descobrir as cascatas do Centro de Portugal é um pretexto excelente para conhecer um pouco mais da natureza deslumbrante desta região.

Nos últimos anos, a febre dos passadiços levou à construção de muitos caminhos deste género, sendo que alguns deles conduzem até deslumbrantes cascatas. Se por um lado se perde a magia de caminhar na natureza até elas, é preciso reconhecer que o acesso ficou muito mais fácil, especialmente para quem tem problemas de locomoção.

Por isso mesmo, seja através de passadiços ou de trilhos pelo meio da floresta, meta-se ao caminho e parta à descoberta de um país que não conhece. Descubra algumas das mais bonitas e imponentes cascatas do Centro de Portugal.

1. Cascata da Fraga da Pena

Cascata da Fraga da Pena
Cascata da Fraga da Pena

Na área Protegida da Serra do Açor, em plena Mata da Margaraça, pode encontrar esta cascata idílica, onde a água abre espaço entre a rocha e a vegetação, para se despenhar de uma altura de mais de 20 metros. 

O local permanece intocado, pelo que é um bom sítio para se maravilhar com a flora e fauna locais. Destaque para alguns antigos exemplares, nas margens, de carvalho-alvarinho, de castanheiro, de medronheiro e de trovisco.

2. Frecha da Mizarela

Frecha da Mizarela
Frecha da Mizarela

Esta queda de água precipita-se com alguma violência, tendo uma altura de 70 metros. Está próxima da nascente do Caima, na serra da Freita, entre Vale de Cambra e Arouca, mais concretamente na freguesia de Albergaria da Serra. 

Esta é a mais alta cascata de Portugal e uma das maiores da Europa ocidental, e fascina pelas suas características únicas. A cascata formou-se graças à força do rio Caima e à morfologia da região, com granito e xisto alternados, o que causou a dita frecha por onde jorra a água.

3. Cascata da Cabreia

Cascata da Cabreia
Cascata da Cabreia

Considerada a mais fotogénica cascata do Centro de Portugal, encontra-se inserida num parque de lazer onde as águas límpidas do rio Mau caem de uma altura de 25 metros, em Sever do Vouga. Está rodeada de vegetação luxuriante e tem locais onde pode tomar um banho refrescante.

Pode também encontrar várias mesas para fazer um piquenique, existindo a possibilidade de fazer percursos pedestres até às Minas do Braçal. Ao lado da cascata, encontra também um parque de merendas com diversas estruturas de apoio, num espaço que, na maioria das vezes, não tem visitantes.

4. Poço do Inferno

Poço do Inferno
Poço do Inferno

Situa-se na Ribeira de Leandres e é um ponto alto com 1100 metros. O Poço do Inferno é um dos ex-libris da Serra e é rodeado pela mãe-natureza que é a causa de toda aquela beleza paisagística. 

A linha de água da cascata mantém contacto com o granito das rochas e, no Inverno, são várias as vezes que a água congela e isso cria (ainda mais) encantos a este paraíso natural com 10 metros de altura.

5. Cascatas de Cortes do Meio

Cortes do Meio
Cortes do Meio

Cortes do Meio é uma pequena aldeia perto de Tortosendo, no concelho da Covilhã. É conhecida como a “capital das cascatas e piscinas naturais da Serra da Estrela”. E o apelido é totalmente merecido! Afinal de contas, são 14 as piscinas naturais que aqui pode encontrar, todas localizadas no leito da ribeira de Cortes.

É no início da Primavera que estas cascatas da Serra da Estrela se tornam mais exuberantes, muito por causa das chuvas e do degelo da neve caída durante o Inverno. No entanto, é no Verão que elas são mais procuradas pelos banhistas, que aqui acorrem em busca de um banho refrescante no meio da natureza.

6. Poço da Broca

Poço da Broca de Barriosa
Poço da Broca de Barriosa

Aqui se encontra uma cascata muito conhecida, mas a praia fluvial merece também uma visita. O conjunto está situado na Ribeira de Alvoco, na Aldeia de Barriosa, em Vide, Serra da Estrela. 

O local é rico em biodiversidade, podendo encontrar aqui lontras, guarda-rios, garças e melros-peixeiros. O Poço da Broca situa-se no extremo sudoeste do Parque Natural da Serra da Estrela.

7. Cascatas da Ribeira das Quelhas

Cascatas da Ribeira das Quelhas
Cascatas da Ribeira das Quelhas

A Ribeira de Quelhas é um dos pequenos segredos da Serra da Lousã. Ou melhor, era… desde que aqui foram construídos uns passadiços, em 2020, a quantidade de turistas à procura deste tesouro aumentou significativamente. 

A boa notícia é que agora é muito mais fácil chegar até elas: são apenas 2.5 quilómetros, ida e volta. Ao longo do percurso é possível vislumbrar várias cascatas, cada uma delas com o seu poço de águas cristalinas.

8. Cascata da Pedra da Ferida

Cascata da Pedra da Ferida
Cascata da Pedra da Ferida

Situa-se em plena Serra do Espinhal, no concelho de Penela, e é uma das mais bonitas cascatas do Centro de Portugal. A cascata, com 25 metros, impressiona pela sua beleza. Mas a melhor parte é mesmo fazer o trilho até ela: são apenas 1.5 quilómetros, ida e volta, mas repletos de uma frondosa vegetação, pontes de madeira, velhas azenhas e sempre com o som da água a correr.

9. Cascata do Penedo Furado

Cascata do Penedo Furado
Cascata do Penedo Furado

Pode não ter a grandiosidade de outras cascatas desta lista, mas a cascata do Penedo Furado, em Vila Rei, deslumbra sobretudo pela sua envolvência, pela sua lagoa de águas cristalinas e pelo caminho até ela. O caminho é feito através dos passadiços do Penedo Furado (1.4 quilómetros de ida e volta que valem cada metro do percurso).

10. Cascata do Poço Negro

Cascata do Poço Negro
Cascata do Poço Negro

Localizada em São Pedro do Sul, a cascata do Poço Negro é alimentada pelas águas límpidas e cristalinas do Rio Teixeira, um dos últimos rios selvagens de Portugal. Na sua base encontra-se uma belíssima lagoa onde pode dar um banho refrescante e todo o local é rodeado por um luxuriante bosque. E não se deixe enganar pelo nome: as águas não são negras!

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

Os 7 melhores locais para fazer turismo rural no Algarve

Quem disse que no Algarve apenas existiam praias? Aqui, perto do mar ou em plena serra algarvia, é...

10 dos locais mais bonitos do Gerês

O Gerês é um local especial, sem dúvida. E apesar de ser popularmente conhecido por este nome, o...

8 locais perfeitos para uma escapadinha romântica no Norte de Portugal

De vez em quando é necessário apimentar um pouco as coisas ou, simplesmente, ter um tempo de paz,...

Os 10 locais mais paradisíacos do Norte de Portugal

O Norte de Portugal é rico em destinos de natureza, com praias, cascatas, rios e montanhas a moldar...