Domingo, 27 Novembro, 2022

As 7 aldeias de xisto mais bonitas de Portugal

Data:

Partilhar:

As aldeias de xisto localizam-se sobretudo no interior centro de Portugal, entre a Serra da Lousã e a Serra do Açor. No total, são 27 aldeias, cada uma delas especial à sua própria maneira mas todas com um denominador em comum: o xisto. Está presente em cada detalhe e foi utilizado para construir casas e ruas: o xisto é o elemento dominante da paisagem e da arquitetura destas aldeias.

Muitas delas foram completamente abandonadas por causa da evolução dos tempos. Mas, recentemente, começaram a ser recuperadas e repovoadas. Os seus novos habitantes já não são apenas os mais idosos, tal como era antigamente. As aldeias de xisto recebem agora pessoas vindas de outros países da Europa em busca de um estilo de vida mais saudável.

E recebem também portugueses, que recuperam algumas das casas para utilizar como segunda habitação ou turismo rural. Visitar as aldeias de xisto é fazer uma viagem ao passado. Mas se não consegue decidir qual delas visitar, venha daí conhecer as mais bonitas.

1. Talasnal

Talasnal
Talasnal

Talasnal é uma aldeia que oferece muitas atividades aos seus visitantes, entre o lazer e os desportos ativos. Aqui reina a natureza selvagem, podendo-se encontrar javalis, corços, veados, e muitas mais espécies.

A aldeia tem uma ruela principal, que segue o declive da encosta, e divide-se depois em becos e quelhas, que convidam à exploração.

2. Casal de São Simão

Casal de São Simão
Casal de São Simão

Uma aldeia com apenas uma rua. Uma fonte que encanta com o borbulhar das suas águas. Um caminho que nos leva até às Fragas de São Simão, onde podemos dar um mergulho. Assim é a pequena, mas encantadora, aldeia de Casal de São Simão, em Figueiró dos Vinhos.

Esta é mais uma aldeia que, nos últimos anos, ganhou uma nova vida. Alguns dos seus antigos moradores deitaram mãos à obra e recuperaram as suas casas de xisto. Existe ainda um restaurante onde pode apreciar os pratos típicos da região e uma pequena loja.

3. Cerdeira

Cerdeira
Cerdeira

Cerdeira é uma daquelas aldeias abandonadas que se soube reinventar. Fruto da dedicação de alguns entusiastas, esta belíssima aldeia de xisto da Serra da Lousã é hoje um centro dedicado às artes. Algumas das suas casas foram também recuperadas para turismo rural.

Passear pela Cerdeira é uma experiência mágica: logo à entrada somos presenteados com uma pequena ponte que dá acesso à povoação. As suas ruas de ardósia serpenteiam as casas, construídas na encosta de forma a deixar os terrenos planos livres para a agricultura.

4. Piódão

Piódão
Piódão

É outra das mais bonitas aldeias de Portugal e dificilmente encontra no país outra como ela. Piódão está classificada como Aldeia Histórica mas é também uma aldeia de xisto. Pertence ao concelho de Arganil e fica na encosta da Serra do Açor. É, talvez, uma das mais famosas aldeias portuguesas.

Chegar até ao Piódão implica vaguear pelas estradas sinuosas da serra, mas a visita vale bem a pena. As suas casas de xisto dispostas ao longo da encosta da serra conferem-lhe a alcunha de “aldeia presépio”. Passeie pelas suas ruas sinuosas, descubra as suas janelas pintadas de azul e a sua igreja que não se parece com mais nenhuma em Portugal.

5. Gondramaz

Gondramaz
Gondramaz

Tem apenas 7 habitantes permanentes mas esta belíssima aldeia de xisto na encosta da Serra da Lousã atrai cada vez mais visitantes. Gondramaz foi toda renovada, com o cuidado de respeitar as construções originais e tem ainda mais encanto por se localizar quase escondida numa zona repleta de árvores.

Tem uma rua principal a partir de onde nasce uma rede de ruelas estreitas e sinuosas que convidam à descoberta. Não tenha vergonha e passeie por cada recanto. Irá ver as flores nas janelas e os detalhes bem cuidados. Com um pouco de sorte, irá descobrir ainda o famoso “beco do tintol”, talvez a rua mais famosa da aldeia.

6. Candal

Candal
Candal

Aninhada numa encosta da Serra da Lousã e nas margens da Ribeira de São João, Candal é uma das aldeias de xisto da região que recebe mais visitantes. A razão é simples: está bem servida de acessos, ficando mesmo junto à estrada nacional que liga Lousã a Castanheira de Pera.

O chafariz da aldeia convida-o a iniciar o passeio pelo Candal, de baixo para cima, até ao miradouro. O lagar de azeite, os moinhos de água, a represa e a antiga escola primária são outras das atrações. Lá em cima, no miradouro, a vista faz-nos esquecer o esforço da subida.

7. Pena

Aldeia da Pena
Aldeia da Pena

É uma das aldeias de xisto mais isoladas da Serra da Lousã. Mas também é uma das maiores e melhor preservadas. Pena fica no concelho de Góis e talvez seja o seu isolamento que faz com que receba ainda poucos turistas. Afinal de contas, não é nada fácil chegar até aqui.

A aldeia está rodeada por serras de encostas muito altas, com castanheiros e vegetação densa. Lá em cima, no topo das montanhas, ficam os famosos Penedos de Gois. Em baixo fica a aldeia, protegida por toda a sua envolvência.

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

12 passadiços, cascatas e lagoas para descobrir no Norte de Portugal

O Norte de Portugal tem ainda muitos locais quase desconhecidos para a maioria dos turistas, talvez porque são...

10 dos melhores locais para visitar no Douro

O Douro é, sem dúvida, um dos locais mais especiais e bonitos de Portugal. O rio criou o...

8 belíssimos locais perto de Lisboa para visitar em família

É o dilema mais comum em quase todas as famílias lisboetas, especialmente durante os fins de semana ou...

6 das aldeias mais típicas para visitar no Alentejo

Terra de planícies onduladas, com casas caiadas de branco espalhadas por pequenos montes, o Alentejo é uma das...