Terça-feira, 17 Janeiro, 2023

Os 7 melhores locais para fazer turismo rural em Trás-os-Montes

Data:

Partilhar:

Trás-os-Montes é sinónimo de descanso, aventura, natureza e tradição e ganha cada vez mais força como destino de férias durante todo o ano. É um dos destinos preferidos dos portugueses para se desligar de tudo e focar-se apenas no que realmente interessa: ser feliz e tirar partido das melhores coisas da vida.

Uma das melhores formas de aproveitar uns dias de descanso nesta região é fazendo turismo rural num dos seus vários alojamentos localizados em típicas aldeias de xisto ou de granito, em Montesinho, no Gerês ou no Douro. Em Trás-os-Montes há alojamentos de turismo rural para todos os gostos. Existem opções para passar um fim de semana ou férias prolongadas com a sua cara metade, em família ou com um grupo de amigos.

E se a sua ideia de férias é explorar as redondezas caminhando por entre bosques e vales com cascatas e lagoas, pode experimentar qualquer um dos vários trilhos ou percursos pedestres da região. Descubra alguns dos melhores locais para fazer turismo rural em Trás-os-Montes.

1. Montesinho

Parque Natural de Montesinho
Parque Natural de Montesinho

Já quase não existem locais assim. Mas Montesinho continua, orgulhosamente, a ser uma excepção. Esta pequena aldeia, pertencente a Bragança e localizada no coração do parque natural que lhe dá o nome, é uma das mais típicas e bonitas de Trás-os-Montes. Aqui ainda se respira tradição e ser genuíno é a palavra de ordem.

A melhor forma de explorar a aldeia é caminhando pelos seus becos e ruelas e apreciando cada detalhe. Por todo o lado há pequenos pormenores repletos de encanto e que nos recordam que estamos em pleno Trás-os-Montes e numa das suas mais emblemáticas aldeias. Quando ao património, o destaque vai para a sua singela mas bonita igreja, construída no século XVII.

2. Provesende

Provesende
Provesende

Em plena região demarcada do Douro, Provesende é uma aldeia vinhateira do concelho de Sabrosa. Com vistas para o rio Pinhão, são as vinhas que dominam a paisagem. Toda a vida da aldeia gira em torno da nobre arte de produzir um dos melhores vinhos do mundo, o vinho do Porto.

Para além de um passeio pelos vinhedos da região, em Provesende pode descobrir diversas casas senhoriais e brasonadas, o antigo pelourinho, uma fonte do século XVIII e uma igreja barroca. A melhor forma de descobrir a aldeia é mesmo caminhando pelas suas ruas e apreciando cada pequeno detalhe.

3. Rio de Onor

Rio de Onor
Rio de Onor

Do lado de Portugal, temos Rio de Onor. Do lado espanhol, Rihonor de Castilla. Ficou confuso? Não fica só nessa sensação, já que Saramago, quando por aqui passou, o ficou, descrevendo a experiência no livro Viagem a Portugal, de 1981: “Afinal de contas, onde está a fronteira? Como se chama este país, aqui? Ainda é Portugal? Já é Espanha? Ou é só Rio de Onor, e nada mais do que isso?”.

Passeie pelas ruas da aldeia, admire a paisagem, visite a igreja e a ponte romana, bem como os vestígios de uma vida comunitária que vale a pena conhecer, como a forja e o moinho. Acima de tudo, procure conversar com os habitantes de Rio de Onor, que o acolherão de braços abertos e partilharão histórias que nunca conseguirá encontrar em livros.

4. São Xisto

São Xisto
São Xisto

Como indica o nome, por aqui domina o xisto, em contraste com a margem oposta que daqui se avista. Encontra-se em São João da Pesqueira, em pleno Douro Vinhateiro, e a aldeia é dominada por uma paisagem de cortar a respiração. Para além dos típicos socalcos, pode apreciar os muros de pedra, as casas tradicionais, uma capela, uma fonte centenária e descobrir o Mirante Anjo Arrependido.

Em São Xisto, procure também visitar os tradicionais lagares de vinho e azeite. Mesmo ao lado, encontrará o cais fluvial do Douro e a estação de Ferradosa, ponto de partida perfeito para conhecer ainda melhor esta região que é Património Mundial da UNESCO.

5. Trevões

Trevões
Trevões

Esta bela aldeia do Douro Vinhateiro faz parte do concelho de São João da Pesqueira. Aqui, não se vive só das vinhas, mas também do bom azeite e produtos hortícolas. Nos últimos anos, Trevões passou por diversas obras de restauro, e os trabalhos ainda continuam. Tal como acontece noutras aldeias vinhateiras, por aqui imperam as quintas, casas brasonadas e solares.

Destacamos o Solar dos Caiados, a casa do Adro e o Solar dos Melos, mas também não pode perder a visita ao Museu de Arte Sacra, ao Museu de Trevões, ao Paço Episcopal e às igrejas e capelas da aldeia, que foi em tempos sede de concelho e que, por isso, tem um património muito interessante a descobrir.

6. Fafião

Poço Verde de Fafião
Poço Verde de Fafião

A belíssima aldeia de Fafião é uma das 15 povoações de Cabril, no concelho de Montalegre. Está inserida no Parque Nacional da Peneda Gerês e é famosa pela sua história ligada aos lobos. O lobo é, aliás, o grande símbolo da aldeia, que soube transformar um antigo ritual de caça a este animal num motivo de interesse turístico.

No início, a pequena aldeia de Fafião era visitada apenas pelos curiosos à descoberta das míticas histórias de lobos. Hoje, são os seus miradouros e o famoso Poço Verde do rio Fafião que atraem cada vez mais visitantes. E a verdade é que esta aldeia tem mesmo muito para oferecer a quem a visita.

7. Pitões das Júnias

Pitões das Júnias
Pitões das Júnias

Localizada a cerca de 1200 metros de altitude, Pitões das Júnias é a segunda aldeia mais alta de Portugal. Está totalmente inserida no Parque Nacional da Peneda Gerês e pertence ao concelho de Montalegre. É a porta de entrada no Gerês transmontano e um dos grandes cartões de visita desta belíssima região.

Fruto do seu longo isolamento, Pitões das Júnias mantém ainda hoje o traçado típico de uma aldeia medieval, bem como um modo de vida que se funde em perfeita harmonia com a natureza envolvente. Tudo aqui gira em volta da terra e daquilo que ela tem para dar (ou para tirar). A beleza agreste das montanhas moldou os habitantes de Pitões das Júnias e estes souberam adaptar-se ao meio que os circunda.

Diana Santos
Diana Santos
Nascida e criada em Barcelos, foi no Porto que estudou jornalismo mas chama casa à cidade de Guimarães. Alia o gosto pela escrita à sua paixão por viagens.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

Os 10 locais mais paradisíacos do Norte de Portugal

O Norte de Portugal é rico em destinos de natureza, com praias, cascatas, rios e montanhas a moldar...

Os 10 locais mais paradisíacos do Gerês

O Parque Nacional Peneda Gerês é o grande símbolo natural de Portugal. É aqui, no extremo norte do...

As 10 vilas e cidades mais bonitas do Centro de Portugal

O Centro de Portugal é todo um país dentro do nosso país, devido à sua extraordinária diversidade, podendo-nos...

7 locais quase desconhecidos para uma escapadinha no Centro de Portugal

O Centro de Portugal tem ainda muitos sítios quase secretos e que a maioria dos turistas não conhece....