Sábado, 24 Setembro, 2022

Como fazer jeropiga caseira (receita tradicional)

Data:

Partilhar:

O Outono é aquela época mágica do ano em que começam a chegar as castanhas assadas que tanto adoramos e o novo vinho. E uma das melhores formas de acompanhar as castanhas é com uma tradicional jeropiga caseira.

A jeropiga é um licor tradicionalmente português feito com mosto (sumo de uva quase a iniciar o processo de fermentação), aguardente e açúcar. Pode ainda levar algumas especiarias para lhe conferir um aroma extra.

Se quer preparar jeropiga em casa mas já não se lembra como os seus pais ou avós a faziam, então basta seguir a nossa receita, simples e fácil, deste típico licor português. Bom proveito! 🙂

Ingredientes:

  • 1 litro de mosto (sumo de uva)
  • 2 litros de aguardente
  • 300 gramas de açúcar
  • Um pau de canela (opcional)
  • Cravinho da Índia (opcional)

Preparação:

  • Assim que esmagar as uvas retire a quantidade de mosto (sumo) que deseja utilizar para produzir a jeropiga.
  • Coloque-o num recipiente (de vidro, barro ou cerâmica) e feche bem. Deixe repousar durante mais ou menos 2 dias para que possa iniciar a fermentação.
  • Assim que o mosto começar a cheirar a vinho (sinal que começou a fermentar) adicione a aguardente e o açúcar e mexa bem.
  • NOTA: se quiser aromatizar a jeropiga com canela ou cravinho da Índia, é nesta fase que as deve adicionar.
  • Guarde o líquido num recipiente e feche hermeticamente (de forma a não deixar entrar o ar).
  • Deixe repousar durante um mês.
  • Finalizado este tempo, abra e coe o líquido para garrafas de vidro.
  • Armazene as garrafas num local fresco e seco.
  • Desfrute da jeropiga com umas boas castanhas assadas!

Dicas:

  • Para um resultado perfeito, a quantidade de mosto deve ser o dobro da quantidade de aguardente. No entanto, se quer uma jeropiga mais suave, pode colocar o triplo.
  • A receita tradicional de jeropiga é feita sem especiarias. A canela e o cravinho da Índia proporcionam um aroma e sabor mais forte que pode não ser do seu agrado. Adicione-as apenas se tiver a certeza que vai gostar do resultado final.
  • Se for guardada num local fresco e seco e em recipientes limpos e bem fechados, a jeropiga pode preservar-se durante vários anos.
Clara Matias
Clara Matias
Aprendeu a cozinhar com a mãe mas foram as receitas da sua avó que mais a cativaram. A cozinha tradicional portuguesa é a sua grande paixão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

7 aldeias pouco conhecidas para visitar no Norte de Portugal

O Norte de Portugal é rico em pequenas aldeias, umas mais conhecidas do que outras, onde ainda são...

7 das mais bonitas aldeias históricas de Portugal

Localizadas no centro do país, especialmente perto da fronteira com Espanha, a rede de aldeias históricas de Portugal...

As 6 melhores aldeias de xisto para visitar na Serra da Lousã

A Serra da Lousã é ainda um pequeno tesouro por descobrir para a maioria dos portugueses. Por entre...

Palácio da Pena: o monumento mais bonito de Portugal

Não é tarefa fácil escolher qual é o mais belo monumento em Portugal, até porque é um país...