Domingo, 27 Novembro, 2022

Toucinho do Céu à moda antiga: como fazer este delicioso doce conventual

Data:

Partilhar:

O Toucinho do Céu nasceu em Murça, em Trás-os-Montes. É, aliás, um dos poucos doces conventuais com origem nesta região do nordeste de Portugal. A receita tradicional espalhou-se um pouco por todo o país e foi-se alterando aos poucos, consoante os gostos locais ou da época.

O certo é que esta sobremesa conventual acabou por se tornar comum em restaurantes portugueses de norte a sul do país. A sua base é a típica dos doces deste género: açúcar, amêndoa e ovos. Mas, ao contrário de outros, é bastante fácil de preparar.

A receita que lhe trazemos é uma das mais típicas e tradicionais, embora não seja a original. Aprenda a fazer um delicioso Toucinho do Céu à moda antiga.

Ingredientes:

  • 500 gramas de açúcar
  • 250 gramas de miolo de amêndoa moído
  • 60 gramas de farinha
  • 50 gramas de manteiga
  • 12 gemas
  • 250 ml de água
  • Manteiga para untar
  • Açúcar em pó para polvilhar
  • Papel vegetal

Preparação:

  • Comece por pré-aquecer o forno a 180ºC.
  • Misture a água e o açúcar numa panela e leve ao lume.
  • Coza até atingir o ponto de pérola. Retire e deixe arrefecer um pouco.
  • Adicione as gemas, a farinha, a manteiga derretida e o miolo de amêndoa.
  • Envolva os ingredientes com delicadeza e leve ao lume até engrossar.
  • Entretanto, unte uma forma com manteiga e forre-a com papel vegetal.
  • Transfira o preparado para a forma e leve ao forno durante 20 a 25 minutos.
  • Retire, deixe arrefecer e desenforme.
  • Polvilhe com açúcar em pó antes de servir.

Dicas:

  • Um dos truques para fazer o Toucinho do Céu perfeito é não deixá-lo cozer demasiado no forno. Deve ficar consistente mas não seco.
  • A proporção de amêndoa e açúcar pode varia mas, regra geral, a quantidade amêndoa deve ser metade da quantidade de açúcar.
  • Também pode variar o número de ovos. A título de curiosidade: a receita de Toucinho do Céu de Murça, considerada a mais original, era feita com 20 gemas de ovo para 500 gramas de açúcar, o que hoje é considerado um exagero.
  • Existem algumas variações possíveis para esta receita. As mais comuns são adicionar um pouco de canela ao preparado antes de ele ir ao forno ou substituir parte do miolo de amêndoa por doce de gila.
Clara Matias
Clara Matias
Aprendeu a cozinhar com a mãe mas foram as receitas da sua avó que mais a cativaram. A cozinha tradicional portuguesa é a sua grande paixão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, escreva o seu comentário!
Por favor, escreva o seu nome aqui

Artigos relacionados

12 passadiços, cascatas e lagoas para descobrir no Norte de Portugal

O Norte de Portugal tem ainda muitos locais quase desconhecidos para a maioria dos turistas, talvez porque são...

10 dos melhores locais para visitar no Douro

O Douro é, sem dúvida, um dos locais mais especiais e bonitos de Portugal. O rio criou o...

8 belíssimos locais perto de Lisboa para visitar em família

É o dilema mais comum em quase todas as famílias lisboetas, especialmente durante os fins de semana ou...

6 das aldeias mais típicas para visitar no Alentejo

Terra de planícies onduladas, com casas caiadas de branco espalhadas por pequenos montes, o Alentejo é uma das...